Artigo q escrevi, publicado no site Administradores

Primeiramente não sou designer, pelo menos de formação. Segundo, design não é branding – apesar de muito importante para o projeto. Mas vamos entender primeiro porque o branding ficou, em sua maior parte, na mão dos designers. O que aconteceu é que desde sempre os designers foram responsáveis pela criação da linguagem visual para as empresas. Naquela época eram os estúdios de design que criavam os padrões de aplicações para as grandes marcas (as agências de propaganda tinha sua função específica de fazer comunicação e mídia, por exemplo). Com a evolução do papel da marca dentro das organizações, muitas dessas empresas entraram no mesmo embalo e se especializaram em branding, tornando-se consultorias.

Outra coisa importante é que, em sua formação, o designer desenvolve um pensamento não linear para solução de problemas, e isso tem tudo a ver com a gestão de marcas.Um dos maiores aliados do branding é a coerência na aplicação de marcas, especialidade do design. Uma comunicação unificada visualmente é o primeiro impulso para almejar um lugar na mente das pessoas. Sabemos que a mente do ser humano é preguiçosa por natureza, então busca sempre passar por lugares onde já esteve e, se houve uma boa experiência com sua marca, lembrará pelo seu visual.

Mais importante que a unificação em si, é o fato de que a comunicação tem que refletir o que a marca realmente é. Não adianta tentar engabelar ou contar mentiras, irão descobrir. Isso até que poderia funcionar algumas décadas atrás, mas hoje é praticamente impossível. A marca tem que ser transparente e expor isso com a devida limpidez. Então é fundamental ter uma identidade visual que transmita, uma identidade verbal que expresse e uma experiência de marca que tangibilize os atributos de forma proprietária.

Por fim, a identidade é o que expõe a personalidade de uma marca. Não é apenas um trabalho solitário atrás da tela do computador, aguardando por inspiração. É sempre um projeto complexo e grandioso (mesmo para marcas que se acham pequenas), envolvendo diversos profissionais (mesmo que com um free lancer) e cheio de nuances, para criar um ativo para sua empresa – que talvez venha a ser o mais valioso. Pense nisso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...