Ei, você.

Já assistiu a uma palestra longa e chata, permeada por piadinhas sem-graça? Já? Eu também. Muitas. Dezenas.

Feche os olhos, agora. Imagine, assistir a uma apresentação, onde o palestrante sintetisa todo seu conteúdo em 20 slides e fala apenas o que é relevante, por 20 segundos, em cada um deles.

Sonho? Pode acordar! Pois esse é o Pecha-Kucha. Se estamos vivendo em um tempo de alta velocidade, porque as palestras haviam parado no tempo? Esse formato permite a apresentação das idéias em síntese, elimando o ruído desnecessário e tornando a apresentação mais eficiente, interessante e inteligente.

Criado no Japão por arquitetos cansados de apresentações de arquitetos, hoje o formato já se esparramou para os 4 cantos do mundo.

São organizados eventos get together, geralmente relacionados à economia criativa, os chamados Pecha-Kucha Night, inclusive por aqui. E vc também pode inserir um Pecha-Kucha, em seu evento. (Mas por favor, informe-se através do site, sobre este e outros detalhes pois meu tempo está acabando).

Ah, importante: Eles diferenciam-se no TED explicando que o TED é top-down (e super seletivo, inclusive com os participantes) e o PK down-top, ou seja, qualquer pessoa pode fazer, a mãe, o filho, a vovó.

Será que um dia eu vou ouvir: “Ô mãe, vc tá falando muito, vc pode me dar uma bronca em pecha-kucha, por favor?”

por Cristina Tolovi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...