Muito interessante esse texto publicado por Tennyson Pinheiro, da live|work Brasil, sobre Branding.

Esse insight sobre para que afinal o Branding existe nasceu de um bate papo meio filosófico meio prático com meu amigo especialista em Service Dominant Logic Maurício Manhães.
Ao tentar definir para ele minha idéia sobre porque Valor e não conhecimento é o novo diferencial competitivo (debate bom…), meu Gestalt funcionou melhor que eu esperava… e conclui:

“Cara, é por isso que existe uma corrida fenomenal pelo branding no mercado, inclusive no B2B. É exatamente uma reação desesperada para gerar valor percebido e se apoderar dele. E o motor desse surto é energizado pela commoditizacão do conhecimento e conseqüente diminuição da vantagem competitiva garantida pelas patentes (que andam inclusive a passos de cágados no Brasil e não acompanham mais o ritmo da inovação).

Basicamente:
Informação virou commodity…. Conhecimento (info+cognição) está tão disponível e democrático que encontrou um patamar de commodity também. Remédio genérico é um exemplo clássico de conhecimento (antes exclusivo) agora commoditizado.

Conclusão (post no twitter … não me segue? Como assim? @tennydesign):
“Uma estratégia de Branding fundamentada vai “”patentear”” o valor (percebido) da Marca. E essa é atualmente a única forma de garantir posicionamento”.

Essa “patente” nenhum governo pode revogar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...