No último sábado, dia 2, estive em Belo Horizonte para prestigiar o Branding Minas 2011.

Antes de mais nada, gostaria de agradecer a recepção dos mineiros, no caso capitaneados pelos amigos Cesar Queiroz e Daniel Guimarães com toda galera da 2DA Branding & Design. Não posso deixar de dizer q me senti totalmente em casa.

No evento conheci, o pessoal da Greco Design, do CoolHow, do Espaço.com, da Dinâmica, da Cia Cria, entre tantas outras pessoas.

Vale abrir um parágrafo para falar do CoolHow. Uma excelente (e invejável) iniciativa de Sérgio Souto e Tiago Belotte, definida muito bem por eles na apresentação, q vem para mudar o cenário cultural da capital mineira. E tenho certeza q já está mudando bastante.

Tb vale ressaltar q tentei usar o twitter diretamente de lá, mas infelizmente tive problemas q acabaram inviabilizando as postagens.

O evento, q tinha clientes como maior parte dos participantes (não somente agências/consultorias), iniciou com a palestra do Luiz Malta, gestor da marca Usiminas, q contou o case de mudança da marca. E realmente é um projeto muito coerente, feito em parceria com a Interbrand. O design expressa claramente tudo o q foi construído pela estratégia. A migração da arquitetura de marcas tb é show de bola. Muito interessante é a possibilidade, já em negociações adiantadas, de inserir um selo “contém aço Usiminas” em diversos produtos, como armários de cozinha premium – o q é a glória para uma marca ingrediente.

Após o break, com direito ao delicioso (e famoso) pão de queijo mineiro, quem subiu ao palco com sua palestra sobre DNA Empresarial foi a Lígia Fascioni. Ela tem um jeito bem proprietário de pensar os conceitos, achei até q em certos momentos até um pouco imperativo, mas bastante interessante. Foi uma explanação bastante provocativa, q gerou diversas reações. Uma das questões q ela colocou e mais me marcou foi: “será q vc faz branding ou faz o básico para aplicação de uma marca e chama de branding?”

Após o almoço, tivemos a apresentação do Daniel Guimarães, da 2DA. Vale abrir um espaço aqui para falar de novo q essa, pra mim (sem a necessidade de adular ninguém), é uma das empresas q melhor enxergam e aplicam a gestão de marcas em seus projetos, por isso vale muito visitar o site deles. Ele trouxe um formato diferenciado, slides recheados de perguntas e respostas, com um momento teatral (uma apresentação excelente do ator Alan Calisto) e uma interação com a platéia, munidos de cata-ventos q era a metáfora para a marca. Muito bacana!

Na sequencia veio a palestra Endobranding, com Flávio Tófani. Já expressei aqui diversas vezes q não gosto nada desse termo (eu acredito q branding inclui isso tb). Mas tenho q dizer q paguei minha língua grande. Com uma didática fantástica e uma palestra dinâmica (alguém chamou no twitter de stand-up comedy corporativo, chamaria de stand-up keynote, pq não?), Flávio trouxe diversos conceitos muito interessantes sobre a importância da gestão interna da marca. Pontos de vista muito interessantes, como “não adianta pedir para o cliente interno sorrir, se a empresa ainda não aprendeu a sorrir para seus próprios clientes”, com toques para os departamentos de RH como “a empresa tem q buscar pessoas q comungam do mesmo sentimento”, para os designers “não use maquiagem para esconder os defeitos, mas para ressaltar a beleza”, e uma frase q para mim resume bem a exibição “a empresa tem obrigação de ter coesão interna”. No final ainda participamos de uma experiência sensorial para mostrar como as lacunas deixam angustiadas as pessoas q tem algum tipo de expectativa.

Pra finalizar tivemos a palestra do José Roberto Martins sobre as melhores práticas relacionadas à avaliação econômica de ativos intangíveis.

O q posso dizer é q o nível do debate foi muito alto, os participantes estavam muito interessados. Todas as palestras havia uma série de perguntas q ou colocavam os palestrantes contra a parede ou aprofundava ainda mais sobre o assunto.

Já a noite e no hotel, quase não conseguia dormir de tão cheia q estava minha mente e de tão extasiado q eu estava!

Tudo isso é muito bom pra gente ver tudo o q acontece fora do eixo Rio-São Paulo. E q há muita gente pensando e realizando coisas excelentes, e a gente nem imagina.

Além de voltar outras vezes a BH, para rever amigos e visitar a bela cidade, já aguardo ansiosamente pela próxima edição do evento, anunciada ao final do primeiro. Podem deixar meu nome na lista, ok?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...